fbpx

Mais de 40 expositores de diversas regiões do DF são responsáveis por uma variedade muito grande de produtos consumidos pelo público com artesanato, comidas e bebidas, orgânicos, compotas e outros produtos naturais, moda, bijuterias e jóias, autocuidado e muita arte. Diversas atrações culturais como DJs, bandas, grupos de dança, atrações circenses, teatro, blocos carnavalescos e outros, compõem o espaço da Feira, na Galeria dos Estados. Tudo isso, valorizou a região e fortaleceu o turismo do Centro de Brasília.

inscrições abertas para alimentação

O No Setor convida você para compor este cadastro de feirantes da nossa querida Feira No Setor, voltado para ALIMENTAÇÃO!

Esta chamada será válida para cadastro de feirantes (e reserva) para participação nas próximas edições, de acordo com espaço disponível e nicho alimentício de atuação. As pessoas selecionadas nesta chamada deverão ter estrutura de exposição próprias.

Em 2018 e 2019, quando ainda não sabíamos o que significava uma pandemia nas nossas vidas, as primeiras edições da Feira No Setor foram lindas. Nessa tempestade que vivemos, entendemos a importância de aprender a cultivar sempre com respeito social e ambiental, e agora, é tempo de reconhecer a nossa memória e deixar vir a bonança!

Feira No Setor é movimento puro: ela não para!
E queremos você, feirante, junto com a gente!

Estamos ocupando o centro da cidade num território cheio de memórias, a Galeria dos Estados. Local estratégico pelo movimento de pessoas e facilidade de acesso, ainda aproveitamos o fluxo do Eixão do Lazer pra fazer a melhor feira de Brasília. Os stands serão distribuídos de acordo com curadoria, pensando a melhor forma de ocupação e fluxo.

Nossa Feira No Setor acontece todos os domingos desde 2021, aberta ao público das 10h às 18h e tem a capacidade de acolher diversos tipos de feirantes/expositores.

saiba mais sobre a feira

A intenção da Feira No Setor é ver a economia local girar. A ideia é estimular a integração comercial e cultural entre centro e outras Regiões Administrativas do DF.

Como pretende ser um movimento de uso do espaço urbano, além da venda de produtos, a ideia é desenvolver atividades de cultura, formativas, debates, turismo, intervenções urbanas e outros tipos de ocupação dos espaços públicos no Setor Comercial Sul, região que fica ao lado da Galeria dos Estados.

Bem localizada, a Feira está em local estratégico, conectada à Estação Galeria, próxima à Rodoviária do Plano Piloto, aos Setor Hoteleiros Sul e Norte e no meio do Eixão, que recebe milhares de pessoas em atividades de lazer aos domingos. A Galeria dos Estados, recentemente, recebeu o Encontro de Graffiti de 2021, com mais de 100 artistas colorindo toda sua extensão e virando, também, uma galeria de arte urbana a céu aberto.

Toda a existência da Feira, processos, decisões e relações, leva em consideração objetivos e metas da Agenda 2030, como práticas saudáveis, consumo consciente e responsabilidade socioambiental. E agora, a gente convida você, sua família e seus amigos para fazer parte desse movimento de ressignificação do centro da capital do País.